Pedras de Fogo – desfile cívico leva milhares de pessoas ao centro da cidade

Organização e uma estrutura gigantesca marcou a comemoração da independência do Brasil na cidade

As escolas do município de Pedras de Fogo (PB) desfilaram nessa sexta-feira, 06 de setembro, véspera do 197º aniversário independência do Brasil. Bandas marciais e fanfarras também passaram pela avenida animando a multidão que lotou o centro da cidade para acompanhar o evento.

Nove escolas do município desfilaram na passarela cívica, sendo sete delas da rede municipal de ensino e duas pertencentes à rede estadual. Mais de quinze bandas marciais e fanfarras de várias cidades também abrilhantaram a comemoração da independência.

Para o Prefeito Derivaldo Romão, que esteve apreciando o evento do início ao fim, o desfile deste ano foi ainda melhor do que o de 2018. “Parabenizo primeiramente a população de Pedras de Fogo por ter prestigiado de maneira ordeira e cívica cada minuto das quase oito horas de desfile. Parabéns também aos três Secretários que organizaram o evento: Lucas Romão, da Infraestrutura, Belarmino, Neto da Educação e Alisson Quirino, responsável pela pasta da Cultura”, disse o prefeito.

A banda de música instrumental da cidade, Filarmônica 05 de Maio, abriu o desfile cívico de 2019 com a execução do hino nacional brasileiro. Era 14h40min quando o evento, que duraria quase oito horas, começou.

ESTRUTURA

O desfile cívico de Pedras de Fogo é um dos eventos mais tradicionais do município de 30.000 habitantes, localizado a 40 km da capital do estado, João Pessoa. Há mais de 40 anos as pessoas se reúnem no centro da cidade para vivenciar o sete de setembro.

Antes uma vivência singela, embora cheia de beleza levada através das escolas, recentemente o evento ganhou proporções gigantescas, espetacular. Palanque pequeno, um carro de som ou uma estrutura sonora simples e uma corda que dividia o público das escolas: era essa a estrutura de um dos principais eventos do município.

Foi com a chegada da gestão do Prefeito Dedé Romão (como o gestor municipal é conhecido por todos) que a estrutura do desfile cívico começou a ser mais bem estruturada para receber as milhares de pessoas que prestigiam o momento.

Hoje, palco grande, disciplinadores pelo percurso principal, som de grande porte, espaço para pessoas com deficiência, dois lances de arquibancadas, organização das via com agentes do Departamento Municipal de Trânsito – DEMUTRAN, iluminação, dentre outros fatores fazem o desfile da cidade um dos melhores da região.

Ficamos satisfeitos mais uma vez com o trabalho realizado pela nossa equipe. A cada ano estamos conseguindo melhorar, qualificar ainda mais a estrutura do nosso desfile para que o cidadão de Pedras de Fogo possa vivenciar a comemoração da independência de maneira confortável, em segurança, da melhor forma possível”, comentou o Secretário de Infraestrutura, Lucas Romão.

Palco e disciplinadores foram divididos numa parceria com o município de Itambé, PE, que desfilou na quinta-feira, dia cinco. Itambé e Pedras de Fogo são divididas por um paralelepípedo e praticamente estão juntas geograficamente. A parceria, realizada também nos anos anteriores, vem dando certo e mostra a união das gestões das duas cidades.

PÚBLICO

A organização do desfile estima que mais de 4.000 pessoas assistiram as apresentações no último dia 06, um Recorde de espectadores do evento que está entre os maiores do calendário cultural.

Para o Secretário de Cultura, Maestro Alisson Quirino, a grande quantidade de pessoas é um reflexo de uma série de fatores que contribuem para isso. “Estrutura de qualidade, organização dos mínimos detalhes, beleza das escolas e bandas que se doam para levar o melhor à passarela cívica fazem com que as pessoas permaneçam quase oito horas assistindo apresentações”, disse Alisson.

INCLUSÃO

Mais uma vez a organização do evento disponibilizou um local para que pessoas com algum tipo de deficiência pudessem assistir ao desfile de maneira tranquila, sem nenhuma dificuldade estrutural.

Uma cadeirante assistiu ao evento do local reservado, vendo perfeitamente as escolas e bandas que passaram pela avenida. O ato de deixar reservado um espaço para essas pessoas é uma maneira da gestão municipal realizar a inclusão social.

O ESPETÁCULO DAS ESCOLAS

Neste ano o tema que permeou as escolas do município estava relacionado à proposta do projeto pedagógico anual, que objetiva trabalhar o processo da construção da cidadania por meio da educação.

Todas as sete escolas da rede municipal trouxeram reflexões sobre o tema “Educação e Cidadania: aprender, socializar e agir para transformar”, que se norteia com as propostas da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). A s duas escolas do estado trabalharam, entre outras questões, o centenário de Jackson do Pandeiro.

Maior escola da zona rural do município, a Edgar Guedes da Silva levou para a avenida o tema “Sustento a Sustentabilidade”. A escola levou reflexões sobre a preservação do meio ambiente, modelos ecológicos de produção agrícola, a questão dos agrotóxicos e levou o público à conscientização.

Jackson do Pandeiro, 100 anos vivendo de embolada” foi a temática abordada pela Escola Estadual Getúlio Guedes. Vida e obra do artista paraibano passaram pela avenida em forma de cordel, de canções, através da arte. O tema sobre Jackson do Pandeiro foi trabalhado pela rede estadual de ensino neste ano do centenário deste grande artista e a Getúlio trabalhou a obra do autor muito bem.

As criancinhas da Creche Municipal Julieta Pedrosa também desfilaram e levaram o “Sítio do seu Lobato: construindo cidadania e meio ambiente” para o povo. As fofuras da creche levaram uma leitura ecológica da obra de Monteiro Lobato para a passarela cívica.

A Escola José Antônio Bezerra de Menezes homenageou quatro escritores: Mo0nteiro Lobato, Ruth Rocha, Maurício de Souza e Antonie De Saint Exupéry. O tema da escola de Educação Infantil foi “Baú de Leitura dos pequenos cidadãos” e visou refletir sobre o papel da leitura na construção do cidadão desde a mais tenra idade.

Cooperação e cidadania, essa foi a proposta da Escola Epitácio Pessoa. Com o tema “Um por todos e todos por um” a Epitácio refletiu sobre a prática da cooperação, os direitos e valores, sobre a importância da preservação do meio ambiente como processo decorrente da cidadania.

Sou cidadão consciente para transformar” foi a proposta da Escola Dulcinete Nunes de Medeiros. Direitos, deveres, princípios éticos, responsabilidade com o meio ambiente foram algumas das questões levadas para a passarela cívica pela escola de Educação Fundamental.

Escola com maior número de alunos no município, a Jacira César levou a proposta da leitura como processo de construção da cidadania. Através do tema “Super leitores: leitura e escrita, instrumentos para a cidadania” a escola fez o público pensar sobre esta prática tão importante: a leitura. Um dos momentos marcantes foi a homenagem à professora Rosa, que estava no desfile e tem seu nome na sala de leitura da escola.

A Escola Cidadã Técnica Integral Estadual João Úrsulo fez a galera viajar no imaginário com “Ler é viajar nas profundezas do imaginário”. A ECITE João Úrsulo ainda homenageou os escritores locais e Jackson do Pandeiro. Destaque para a aluna Natália, finalista do Festival de Cultura e Artes do estado da Paraíba com a tela sobre JACKSON DO Pandeiro, pintada a óleo sobre tela. Natália também é aluna da Escola de Artes do município, que funciona no Casarão da Cultura.

Encerrando o desfile das escolas, o Colégio Waldecyr levou para a avenida o tema Cidadania Plena – educação para a vida. Violência dentro e fora dos muros das escolas, valores familiares, a paz, a importância da vida, coleta seletiva, projetos da instituição foram alguns dos assuntos abordados pelo Waldecyr. Destaque aqui para o aluno Pedro, campeão paraibano de xadrez na categoria A – 12 a 15 anos.

Um assunto bastante abordado foi o da coleta seletiva, que está sendo implantada em Pedras de Fogo. Várias escolas abordaram o tema e algumas levaram a presidente da associação de catadores de matérias recicláveis do município, dona Edite, para simbolizar a importância destes trabalhadores na concepção de uma nova relação com o nosso “lixo”.

Ao longo do percurso do desfile a Secretaria de Meio Ambiente disponibilizou vários locais de coleta seletiva e após o evento os catadores recolheram os resíduos sólidos descartados pelo público.

PRESENÇA DE AUTORIDADES

O prefeito Derivaldo Romão dos Santos esteve prestigiando o desfile cívico 2019 durante todo o evento. Belarmino Neto, da Educação; Alisson Quirino, da Cultura; Lucas Romão da Infraestrutura, principais organizadores do desfile, também presenciaram o desfile.

Jonas Campineiro da Agricultura e Meio Ambiente; a Secretária de Desenvolvimento Social, Olivane Monteiro; o de Finanças, Antônio dos Santos; o Procurador Geral do Município, Erony Andrade, além de Diretores e Coordenadores de setores da administração municipal também participaram do evento.

O Padre Moisés Coelho, reitor do Santuário Nossa Senhora da Conceiçaõ e pároco local e o Padre Genilson, da paróquia vizinha de Itambé prestigiaram o evento. O vereador Wilson Coelho representou o Poder Legislativo municipal.

O SHOW DAS BANDAS

Após o desfile das escolas, foi a vez das bandas marciais e fanfarras animarem a galera. Ao todo, nove bandas fizeram apresentações com duração de 15 minutos em média. Juripiranga, PB, Itabaiana, PB, Cruz do Espírito Santo, PB, Alhandra, PB, Itaquitinga, PE, Itambé e Pedras de Fogo foram alguns dos municípios de onde vieram as bandas que se apresentaram no desfile de Pedras de Fogo em 2019.

Coreografias, execução de músicas conhecidas pelo público, animação total. As bandas são tradicionalmente um show a parte, atrações que fazem o público permanecer oito horas na avenida, esperando cada uma delas fazer seu espetáculo a parte.

RONALDO SHOW E JOSÉ ROMÃO: RIVALIDADE NO ESPETÁCULO

Ronaldo Show e José Romão são duas bandas de Pedras de Fogo e vêm demonstrando qualidade musical e dando show nas coreografias. As duas bandas se preparam o ano inteiro praticamente, tudo para este momento.

As bandas protagonizam uma rivalidade sadia, disputando para ver quem faz o melhor espetáculo e conquista a torcida.

Criada por dissidentes da Ronaldo Show, a José Romão é uma jovem banda ainda. Levando o nome do pai do atual prefeito, a José Romão levou para a avenida muito mais do que coreografia e música. Com a temática da libertação da escravidão, a José Romão fez o público refletir sobre a liberdade e a importância da lei áurea. Com um carrossel, dançarinos com correntes quebradas simbolizando a liberdade desta coisa sombria que é a escravidão fizeram os espectadores pensar sobre a o tema abordado.

Banda mais tradicional da cidade, A Ronaldo Show existe há 21 anos e leva o nome do ex-prefeito de Pedras de Fogo: Ronaldo Ribeiro da Costa. Neste ano a banda levou para a passarela cívica a temática do fogo no bronze, descoberta que possibilitou à humanidade construir vários objetos importantes para a sua vida. Um membro da banda estava vestido de guerreiro e portava uma espada, demostrando a ação do fogo sobre o bronze o resultado dessa ação. Evoluções com fogo também impressionou o público.

No fim, as duas bandas fizeram um espetáculo. Com qualidade musical, beleza nos figurinos e belas coreografias tanto a José Romão quanto a Ronaldo Show animaram as pessoas que esperaram oito horas para prestigiar o momento.

REPERCUSSÃO

Para José Alves, tio de um aluno que desfilou, o desfile foi muito organizado e a prefeitura está de parabéns por ter proporcionado um evento tão bonito, bem feito, bonito.

Graças a Deus tudo ocorreu bem. Fizemos este desfile para o povo, para nossos alunos e profissionais da educação e cada detalhe foi pensado neles. Estamos felizes por ter proporcionado este momento cívico para o cidadão pedrafoguense, disse o Secretário de Educação, professor Belarmino Neto.

Foi um prazer desfilar. Este momento é muito rico, faz a gente pensar sobre a nossa nação, o nosso país, que passou a ser independente após o 7 de setembro, comemorado e vivenciado por nó hoje, mencionou o aluno Gabriel.

Após oito horas, enfim, o desfile cívico de 2019 terminou de maneira tranquila, com o público satisfeito e todos afetados positivamente pelas apresentações das escolas e bandas.

O público já espera pela próxima edição, em 2020 e anseia por mais um espetáculo de temas, sons, cores.



Galeria completa


0 Comentários

Deixe o seu comentário!

*

code